em , ,

Série R na Prática – Gráficos Tradicional, lattice e ggplot2

Capítulo 3 do livro R na Prática – Volume 1

O Capítulo 3 trata das funções e recursos gráficos existentes na linguagem R, que oferece inúmeras funções em três sistemas gráficos distintos: tradicional, lattice e ggplot2. Com mais de 50 scripts, exemplifica-se a aplicação das funções gráficas mais populares. A partir deste capítulo, todas as figuras geradas são acompanhadas de seus respectivos scripts.

Trata-se de um conteúdo essencial para a confecção de gráficos na linguagem R. Como o R é uma plataforma essencialmente estatística e gráfica, há muito recurso disponível, alguns de fácil utilização, outros mais complexos. A dificuldade recai sobre a sintaxe específica adotada em cada sistema gráfico. Basicamente, existem as funções de alto e baixo nível.

As funções de alto nível fornecem desenho prontos, mas que podem ter outros elementos gráficos adicionados. Além disso, pode-se elaborar desenhos completamente personalizados com base em primitivas gráficas existentes nos sistemas mencionados. Entretanto, isso envolve o conhecimento básico de programação, que se pretende suprir neste livro.

Este capítulo foi escrito para servir de guia do usuário para as funções gráficas na linguagem R. Por exemplo, caso o objetivo seja a obtenção de um histograma para representação da distribuição de frequências dos seus dados, o Leitor terá três opções: tradicional, lattice e ggplot2. A escolha do sistema gráfico depende da estrutura dos dados e sua adequação à sintaxe da função gráfica escolhida.

Além disso, deve-se considerar o uso de funções do tipo y~x que se adapta melhor em um tipo específico de gráfico em um dos sistemas mencionados. Os exemplos de aplicação dos recursos gráficos são ilustrados com dados reais disponíveis na literatura internacional, como, por exemplo, os conjuntos de dados publicados por Davis (2002).

Comandos

Os comandos gráficos descritos no Capítulo 3 podem servir de base para uma especialização em linguagem R, qual seja, a produção de gráficos de alta qualidade. Tais comandos podem ser observados nos scripts apresentados nos Capítulos 4 e 5. Observe-se que os capítulos foram distribuídos dentro de uma sequência que fazem uso de funções vistas anteriormente.

A representação gráfica tem um papel importante na comunicação e visualização de resultados, seja em apresentações, relatórios técnicos ou artigos para publicação em boas revistas. A linguagem R proporciona excelentes gráficos de alta qualidade e visualmente perfeitos.

Por exemplo, não há necessidade de se calcular os limites dos eixos e o número de intervalos, pois as funções gráficas do R fazem isso automaticamente. Além da personalização de gráficos gerados pelo R, pode-se elaborar figuras completamente novas, criando uma área de plotagem e nela inserindo as primitivas gráficas. Funções ou pacotes específicos para determinadas aplicações podem ser programados em R e as saídas gráficas correspondentes geradas.

Para conferir os artigos anteriores, click aqui e confira!

Jorge Kazuo Yamamoto

Escrito por Jorge Kazuo Yamamoto

Prof. Dr. Jorge Kazuo Yamamoto, fundador da Geokrigagem, é geólogo, foi pesquisador do IPT e docente do Instituto de Geociências da USP, onde se aposentou como Professor Titular do Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental. Atualmente, atua como Professor Sênior do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo – Escola Politécnica – USP. É responsável pela disciplina “Métodos geoestatísticos” na Pós-Graduação do IPT – Investigação do subsolo: Geotecnia e Meio Ambiente. Dedica-se ao ensino de geoestatística, com ênfase no desenvolvimento de algoritmos e pesquisa de novas aplicações, tais como: variância de interpolação, cálculo da variância global de depósitos minerais e correção do efeito de suavização da krigagem. Ultimamente, seu interesse está voltado para o ensino e divulgação da linguagem R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Série R na Prática – Comandos Fundamentais da Linguagem R

Série R na Prática