em ,

R na Prática – Parte 21

Gráficos em R

Antes de prosseguir com mais um exemplo da função plot(), seria interessante apresentar os parâmetros que podem ser usados para modificar a plotagem por meio da função par().

Os inúmeros argumentos da função par() estão listados a seguir (Tabela P21.1), de acordo com dados obtidos no sítio https://www.rdocumentation.org/packages/graphics/versions/3.6.2/topics/par, e agrupados conforme https://www.statmethods.net/advgraphs/parameters.html ambos acessados em 08/04/2020.

Todos os argumentos estão exemplificados com os respectivos valores sugeridos (default). Lembrando ao Leitor que os parâmetros alterados ficam na memória do computador, de tal modo que mesmo que o parâmetro anterior não seja especificado pode permanecer em outro script. Então, o melhor é salvar os parâmetros originais e depois recuperá-los, como os comandos usados nos Scripts P18.1 e P18.2:

Tabela P21.1: Descrição dos argumentos da função par().

*https://www.rdocumentation.org/packages/grDevices/versions/3.6.2/topics/colors

 As Figuras P21.1 e P21.2 apresentam respectivamente os símbolos e os tipos de linhas possíveis para serem aplicadas pela função plot(). Doravante, sempre que possível, as figuras serão acompanhadas de seus respectivos scripts, que certamente auxilia na compreensão dos comandos gráficos da linguagem R. No caso das figuras mencionadas, os scripts correspondentes são P21.1 e P21.2.

O Script P21.3 ilustra a função plot(x,y) com algumas opções de plotagem. Primeiro, faz-se a partição do dispositivo gráfico como uma matriz 2X2. Em seguida, a função plot() é chamada quatro vezes, cada uma para a plotagem de uma função matemática específica.

Continuando a descrição do Script P21.3, a ordem da plotagem é dada pelo comando mfrow(), ou seja, por linhas. Além disso, usa-se a função de concatenação c() para fazer o agrupamento de cores e títulos (linhas 5-6). Os demais argumentos podem ser testados pelo próprio Leitor. Como se pode observar, a lista de argumentos é bastante rica, permitindo fazer plotagens com diferentes opções.

Próximo artigo

No próximo artigo, iremos descrever e exemplificar o uso da função boxplot() da linguagem R.

Para conferir o artigo anterior, clique aqui.

Jorge Kazuo Yamamoto

Escrito por Jorge Kazuo Yamamoto

Prof. Dr. Jorge Kazuo Yamamoto, fundador da Geokrigagem, é geólogo, foi pesquisador do IPT e docente do Instituto de Geociências da USP, onde se aposentou como Professor Titular do Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental. Atualmente, atua como Professor Sênior do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo – Escola Politécnica – USP. É responsável pela disciplina “Métodos geoestatísticos” na Pós-Graduação do IPT – Investigação do subsolo: Geotecnia e Meio Ambiente. Dedica-se ao ensino de geoestatística, com ênfase no desenvolvimento de algoritmos e pesquisa de novas aplicações, tais como: variância de interpolação, cálculo da variância global de depósitos minerais e correção do efeito de suavização da krigagem. Ultimamente, seu interesse está voltado para o ensino e divulgação da linguagem R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Script – Parte 20 (Série R na Prática)

R na prática – Parte 22