em , ,

R na Prática – Parte 1 – Elementos de Programação em Linguagem R

No artigo anterior, ensinamos como instalar o R em seu computador, nesse artigo veremos que a utilização dos recursos da linguagem R na prática, não se resume em escrever uma linha de comando, executar e examinar o resultado mostrado no console.

A linguagem R é extremamente rica em pacotes dos mais variados tipos para aplicações em praticamente todos os campos científicos (matemática, física, química, engenharia, biologia, astronomia, geociências, sociologia e psicologia).

Entretanto, muitas aplicações específicas requerem uma combinação de resultados de diversas funções, por meio de um código que precisa ser escrito pelo interessado.

Frequentemente, há necessidade de se produzir gráficos ou tabelas personalizados, que também precisam ser programados usando os recursos da linguagem R. Esse é o objetivo desta série, ou seja, fornecer os elementos básicos de programação em linguagem R.

Como o R Funciona na Prática

A Figura 1 ilustra esquematicamente como o R funciona no computador. Segundo Paradis (2005, p. 4), todos os comandos do script são executados sobre os objetos armazenados na memória ativa do computador, por meio das funções e operadores do R. Os objetos de saída podem ser salvos na forma de arquivos de resultados ou gráficos em algum formato escolhido pelo usuário (Paradis, 2005, p. 4).

Observe-se que os dados de entrada e os arquivos de saída se encontram no disco rígido do computador. As funções e os pacotes previamente instalados e carregados residem no computador e são chamados pelos comandos contidos no script.

Figura 1: Como o R funciona (baseado em Paradis, 2005, p. 4 e logo baixado de https://www.r-project.org/logo/, acessado em 03/04/2020).

Criando objetos

Para você ver como o R gerencia os objetos na memória, vamos executar alguns comandos e visualizá-los como estão organizados em seu computador. Sugere-se escrever diretamente no console ou em um script novo as três primeiras linhas (sem o prompt >).

Seguindo o padrão do R, linhas em vermelho significam comandos executados e as linhas em azul são os resultados mostrados. Ao executar esses três comandos, você terá algo parecido com a lista apresentada a seguir (os objetos dependem de cada instalação e da execução anterior de qualquer outro script). Mas, no meu computador apareceu:

Como se pode verificar, há 55 objetos, dentre os quais os novos objetos criados por mim: pares e ímpares. Você verá que o objeto “Auto” estará presente também no seu computador, pois este é carregado com a instalação do R. Muitos desses objetos são usados em exemplos de uso de funções na linguagem R.

Verificando os pacotes instalados

Como se verifica na Figura 1, os pacotes residem na memória do seu computador. Assim, execute o comando que pode verificar os pacotes instalados em seu computador e verá uma lista enorme de todos os pacotes instalados (apenas uma pequena parte foi reproduzida aqui).

Próximo artigo

Em continuidade, o próximo artigo irá abordar a questão da instalação e desinstalação de pacotes no R.

Referência bibliográfica

Paradis, E. 2005. R for beginners. Montpellier, Institut des Sciences de l´Évolution. 72p. https://cran.r-project.org/doc/contrib/Paradis-rdebuts_en.pdf. Acessado em 03/04/2020.

Jorge Kazuo Yamamoto

Escrito por Jorge Kazuo Yamamoto

Prof. Dr. Jorge Kazuo Yamamoto, fundador da Geokrigagem, é geólogo, foi pesquisador do IPT e docente do Instituto de Geociências da USP, onde se aposentou como Professor Titular do Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental. Atualmente, atua como Professor Sênior do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo – Escola Politécnica – USP. É responsável pela disciplina “Métodos geoestatísticos” na Pós-Graduação do IPT – Investigação do subsolo: Geotecnia e Meio Ambiente. Dedica-se ao ensino de geoestatística, com ênfase no desenvolvimento de algoritmos e pesquisa de novas aplicações, tais como: variância de interpolação, cálculo da variância global de depósitos minerais e correção do efeito de suavização da krigagem. Ultimamente, seu interesse está voltado para o ensino e divulgação da linguagem R.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

0

R na Prática

R na prática – Parte 2 – Elementos de Programação em Linguagem R